• Graziela Rocha Raymundo

A Roda de Samsara X Universos Paralelos

Atualizado: 6 de Set de 2019


Primeiramente vamos explanar sobre o que são os termos Roda de Samsara e o que se denominam os Universos Paralelos dentro dos conceitos já contidos dentro das Filosofias, Religiões e demais Doutrinas Espiritualistas, bem como conceitos dos estudiosos da Expansão da Consciência Humana.

A Roda de Samsara



Roda de Samsara ou Roda da Vida é uma expressão da língua e dialeto ancestral Sânscrito. O Sânscrito teve sua origem no norte da Índia e no Nepal, apesar de ser considerado uma língua morta, compõem um grupo de 23 (vinte e três) línguas oficiais da Índia, sendo de suma importância na liturgia da tradição religiosa Hinduísta, na filosofia ou religião não teísta Budista e em uma das religiões mais antigas da Índia chamada Jainismo.

A palavra Samsara é representado pelo Bavachakra significando os ciclos de nascimentos, vidas, mortes e renascimentos ou reencarnações, onde se verifica a constância de fluxos intermináveis. A figura acima também chamada de Roda da Vida é encontrada na entrada da maioria dos Templos Budistas Tibetanos. Abraçando e segurando esta roda com os dentes esta o Senhor da Morte chamado de Yama no Hinduísmo, sendo o primeiro registro feito nos Vedas ou tradição Védica, que são obras e ou escrituras sagradas escritas em Sânscrito. No Hinduísmo, Yama foi considerado o primogênito mortal que após a morte veio controlar a roda, analisando, observando e registrando as ações dos seres humanos e encaminhando para o céu ou para o inferno conforme seu merecimento, a Lei do Carma.

A roda como podem ver acima é dividida em 06 (seis) Reinos, 03 (três) Reinos são considerados como Renascimentos Afortunados e os outros 03 (três) Reinos são considerados como Renascimentos Desafortunados. Abaixo os 06 (seis) Reinos ou Domínios do Ser: Reinos Afortunados

O Reino Humano: os maiores sofrimentos do homem são o nascimento, a doença, a velhice e a morte; isso em meio ao apego, no temor de perder os seres que amam e os bens que possuem, ou de não conseguirem obter o afeto e bens de que necessitam ou julgam necessitar.

O Reino dos Semi- deuses: são seres guerreiros de poderes extraordinários, contudo, aspiram um dia tornarem-se deuses, de quem invejam as qualidades maiores de perfeição, por isso tramam incessantemente contra estes para alçar até a plenitude dos deuses.

O Reino dos Deuses: seres benfazejos que experimentam todos os níveis de felicidade possível, desde o estado mais sutil de beatitude ao êxtase; são seres extremamente longevos, sem serem contudo imortais, onde o inevitável renascimento em algum reino inferior – pela extinção do carma positivo, é a maior causa de sofrimento. Reinos Desafortunados 

 O Reino dos Infernos: seres que experimentam raiva e ódio constantes; vivem no temor de serem agredidos e mortos pelos outros seres; eles próprios agressores, ferem e matam outros seres.

 O Reino dos Seres Famintos: seres que sentem fome e sede constantes, sempre cobiçando algo que nunca conseguem obter, vivem num sentimento de miséria sem cura.

 O Reino Animal: constam deste reino todos os animais, desde os domésticos aos selvagens, todos entretanto incapazes de obedecer outra coisa que não aos próprios instintos; do nascimento a morte, quando não sofrem ao se verem escravizados por outros seres, são dedicados integralmente à subsistência do corpo.

Ao centro da Roda, temos símbolos que sinalizam o ódio, ganância e ilusão. A casa vazia representa a não existência do eu, os cinco sentidos que o corpo expressa, compondo a mente, como órgão sensorial. A sensação física é o desejo, e consequentemente quando despertado surge o apego, e estes dois juntos leva o ser a "se tornar" representado por uma mulher em gestação, com o advindo nascimento se torna condição para a velhice e a morte, sublimado pelo sentimento de sofrimento constante. 

O Ser que segura a Roda de Samsara é Yama, o Deus da Morte, que gira esta esfera com intuito de se fazerem repetidamente estes ciclos e simultaneamente o segura com sua boca. Mas, este Deus, está com sua atmosfera ligada além do negativo e o transcende em seu ápice, fazendo o equilíbrio com o Deus Brahma. Yama interage na Roda em si, é responsável pelo seu movimento simultâneo. 

A tal libertação, dependerá de cada consciência, a transformar-se, a evoluir-se, para que possam dali liberarem-se dos carmas. Claro, quem na roda ainda não captou ou relembrou à que veio, não possuidor de um mínimo entendimento e iluminação, nem considera esta tal libertação, evolução e transcendência como meta, tendo por sinal percepções de total incredulidade do todo que habita. Mas há sim seres que estão na Roda e que tiveram ao longo de sua vida, algo que o levou a elocubrar sobre sua real transcendência, talvez até, por ter sido profundamente acometido por experiências de dor ou amor, entre outros. 

Alguns até despertaram para a luz que existia ou existe dentro de si, propiciando para que o fluxo positivo da dualidade se expandisse, em qualquer campo, mental, psíquico ou espiritual. Refletindo em si mesmo e aos outros um certo transbordamento de idéias, percepções, sentimentos, doação, instigando o bem, a si mesmos, se reconhecendo como uma unidade de um todo, expandindo luz aos seres que estão mais próximos, a sua comunidade, ou até mesmo e porque não, ao Planeta.

Fora da Roda de Samsara, está o Mestre Buda , apontando sua mão para o alto, simbolizando e mostrando que está fora dela, como exemplo de condição disponível, onde a libertação e iluminação, são possíveis. Mostrando que a Lei do Carma, de viver e reviver nesta roda ininterruptamente, poderá sim ser vencida.          Os Universos Paralelos



Os Universos Paralelos são outros e múltiplos mundos existentes simultaneamente em dimensões paralelas a nossa realidade física na Terra. Na teoria, estas realidades são constatadas e explicadas pela mecânica quântica. A ficção científica aborda estes temas constantemente, e fixam a idéia de ilusões, como se não pudessem realmente existir em outra frequência, se tornando um fato ou uma  existência real. A multiplicidade destes campos paralelos dentro da física, são compostos por uma energia classificada pelos estudiosos como energia quântica, de níveis mais sutis que a matéria, para que desta forma, possamos entender e tentar expandir nossa consciência. Embora nem todos os seres possam ou consigam visualisá-la ou adentrar nela, no momento, não quer dizer que este campo ou mundo energético não exista. 

Nosso Planeta Gaia, material, é apenas uma das infinitas moradias de consciências Planetárias. O Planeta que habitamos é passivo de estruturas densas, onde visualizamos formas, nuances, sentimos aromas, conseguimos tocar no sólido, entre outras funcionalidades que foram programadas. Portanto, para a maioria  de nós Arianos, membros da 5ª (quinta) Raça Raíz, possuímos desenvolvimento evolutivo e sensorial limitados, movidos por crenças maiores ou dogmas filosóficos  ou religiosos, que imperam também ao longo desta Era. Também  um aparelho sensorial onde nos deixamos envolver somente por aquilo que para nós é visto como concreto, isto é, real ou possível, por aquilo que nossos sentidos puderem constatar.Este fato para muitos, que não exercitam seu poder mental, limitam-se ao não crer, a não perceber, a não desenvolver em si, as possibilidades que estão disponíveis dentro de si mesmas e que o  universo oferece.  Não vamos deixar de atentar, como dissemos no 3° (terceiro) parágrafo, somos consciências evolutivas, nem todos estão com os níveis sensoriais na mesma frequência. Sendo assim,  os seres  aqui na Terra, que  possuírem seus aparelhos sensoriais  ativados e expandidos, e com seus chakras conectados com as energias disponíveis em outros planos, podem e se for permitido,  realizar experiências e vivências fantásticas  nestes mundos paralelos. Além de experienciarem tais viagens  astrais, transcendentais, não-locais, deslocamentos mentais para estes portais multidimensionais existentes, trazem para nós informações riquíssimas para nosso desenvolvimento evolutivo, e alertam que estas outras realidades fora da nossa matéria interagem e estão interagindo em nosso planeta.            

A Roda de Samsara versus Universos Paralelos



O que nos motiva a escrever este breve artigo, é com o intuito de podermos compartilhar questões que estas duas realidades vem nos trazendo ao longo das Eras. Realidades que estão nos levando a constatar determinados fatos e experiências não-locais, como o ceticismo costuma ditar, diante de tudo aquilo que não acredita, por aqueles que não podem vivenciar em seus aparelhos sensoriais limitados o seu alcance consciencial à patamares mais elevados.


O objetivo deste é, trazer lucidez e mais questionamentos e informações, para todos aqueles que tem afinidade com este assunto e que considera mais que real, que faz parte da sua existência material, bem como acredita e vive, sua  existência espiritual. Também para os que chegam agora, que nunca até este instante, se sentem ou se sentiam afinizados com esta realidade, e que agora, se oportunizaram ler ou até mesmo  propor dar-se um tempo breve, para obter uma nova visão, servindo de adição ao seu intelecto, para questionar dentro daquilo que está disposto e aberto à crer.


Na Roda de Samsara, fica claro em sua sapiência ilustrativa e um tanto complexa, os reinos existentes, a posição do Deus da Morte, Yama, os sentimentos envolvidos nas questões que temos que trabalhar, as jornadas intermináveis de idas e vindas reencarnatórias, e o semblante do Mestre Buda, nosso Sidarta Gautama, a nos sinalizar fora dela.


O ser humano, além de ter de se aprimorar em diversos aspectos morais e virtuosos, para sair de uma condição, almejando entrar talvez em um reino para ele mais evoluído, ainda não é motivo de algum mérito. A maioria dos seres, como nós, que estamos habitando nesta roda, e já habitamos em outras vivências, nem sequer se questiona sobre quem é, de onde veio, e para onde vai, alimentando e retomando a ser, mais uma vez , um membro desta roda, em Reinos ali disponíveis. 


Alguns pensam até, em serem melhores para atingirem patamares mais altos da existência, mas para estes por falta da procura por conhecimento e uma certa alienação mental, lisonjeiam-se de habitar um reino acima do seu, admitindo um certa satisfação, e por visões limitadas,  nem sabem que estão em uma roda, e estar ou ser melhor, não chegam a alcançar percepções fora dela, e até mesmo que somente se deslocar de um Reino para outro, não o faz de certa forma, um ser liberto, iluminado, extremamente evoluído ou até mesmo transcendental. Pois a questão seria ou é, saber que ficar rodando somente, para o todo, pode significar uma certa estagnação.

Para outros seres, por exemplo, que habitam reinos mais afortunados, como exemplificamos anteriormente, estão sob riscos de cair drasticamente em reinos chamados desafortunados, pois são testados e,  devido sua consciência açodada, são municionados pelo aterrorizante afeccção da inveja e orgulho, sabendo que existem seres acima deles, e que ali querem também estar. 

Não obstante, os cenários mudam, mas os exercícios da roda são os mesmos. Vimos a acreditar, que este aprisionamento físico, mental, consciencial por si só, serve de palco, para que os protagonistas, sem script, façam o seu melhor. Melhor este que, está fadado para muitos a fracassar, mais uma vez, diante de tantas vezes. Nesta repetição, o ser traz consigo inconscientemente, seus traumas, seus gênios, enfim, no seu registro akáshico, as suas propensões a serem executadas. 


Este cárcere, chamado Roda de Samsara, pode ser visto como um prisão sem grades, pois nosso atos impensados é que nos prendem a energia reinante nesta esfera. Para os seres que hoje, após todas as suas vivências passadas, tem um pouco mais de abertura consciencial, de pelo menos ter produzido em si, o poder de praticar o bem, e sentir isto dentro se si como algo que o faz bem e satisfeito ou realizado, já se torna um candidato a subir a um reino acima, ou até mesmo, sair dos giros constantes.

Mas a questão é: Quantos sabem o que, vou dar como exemplo, Buda quiz dizer quanto a iluminação? Você já percebeu que é possível sair desta Roda de Samsara? Outra pergunta bem conveniente e democrática: Agora que você teve acesso a informação, você quer sair desta roda?  Se  quer Entender, vamos continuar... Quando estávamos programados e orientados por seres, consciências ou pilares de planos mais altos, a aqui viver em condição humana, viemos com uma missão, a maioria de nós, para nos lapidarmos e nos aperfeiçoarmos. Alguns vieram como Canais da Espiritualidade, dando um suporte energético, também dotadas de intuitividade, entre outros "poderes", na ajuda humanitária. Também encarnaram muitos Avatares, Gurus, Deuses, Santos, como denominamos, Seres com altas capacidades de cura, palavra, exemplo, materializações, e Amor Incondicional.


Não vamos entrar em detalhes, de como foram  tratados pela humanidade nesta estada, e que seus exemplos divinos, não foram praticados pela maioria dos seres que aqui vivem. Nesta condição, como encarnamos com nossa mente adormecida, temos que caminhar por aqui e ir relembrando aos poucos de quem somos e o que viemos fazer.


A questão é, ninguém quase lembra, e não se interessa a questionar, a evoluir, a expandir. Mas no caso de hoje, ter amplitude consciencial que a condição de sair da roda está disponível, mesmo que, intelectualizado, interessado, engajado, pode ser preciso um pouco mais do que um , querer. Se você quer o tão sonhado, voltar para a casa, ou subir na escada da vida, e se já pensou sobre isto, toda a vez que olha para o céu, e vê as estrelas, e sente que você não é daqui, e a verdade é que ninguém é, você só está mais afinizado com sua essência transcendental. A reforma é totalmente íntima, e é preciso ter entrega. A caminhada aqui, é solitária, você é o responsável pela sua libertação e consequente iluminação.  Eleve-se, pratique todo o Amor que você tem e até aquele que você nem sonhava que tinha. Você é capaz de transcender valores morais e éticos jamais pensados. Desapegue-se do que o sistema dita como regras futilizadas. Pratique a sua liberdade de pensamento, tenha a sua própria opinião da dualidade que te apresentam. Passe nos testes diários que as pessoas que te rodeiam te instigam. Feche os olhos para aquilo que é penoso ver, que te chateia. Silencie quando fores tentado a opinar contra em questões que não te levarão a lugar algum, só a perda de energia e criação de carma, aquela ação negativa, que vai fazer com que você continue na roda. Não seja corruptível. Não haja com violência, seja ela qual for. Não cultive em seu coração sentimentos de raiva, ódio, rancor, soberba, ciúme e inveja. Lembre-se que estar aqui, é uma prova, e você precisa passar de ano! Sabe por que? Se quer Saber , vamos continuar... O Planeta Terra está passando por um processo de transformação. E o que isto tem a ver com os Universos Paralelos?  Tudo. Esta tudo interligado entre nós. Existe uma conectividade constante de campos energéticos, nas mais diversas frequências. Campos inimagináveis onde circulam projeções reais dentro do que não é real para a maioria de nós, de tudo aquilo que conseguimos diante de nossas mentes ainda limitadas idealizar, ver com os olhos humanos ou  até mesmo sonhar.Diante de toda a falência  moral da humanidade, claro, não de toda ela, mas de uma maioria, infelizmente, estes Universos Paralelos serão e são a moradia para aqueles  ainda vivos ou encarnados, ou as consciências  já desencarnadas, entre os mais diversos campos. 


Mas como assim? O Planeta Terra está evoluindo para uma energia superior à que ela está, portanto, os seres que aqui habitam e que não estão indo bem em suas provas, isto é, aqueles seres que ultilizam a dualidade negativa, serão levados a  habitar nestes paralelos, este é o plano. Os encarnados energeticamente negativos habitantes dos Reinos que foram expostos aqui,  terão vivência nestes Universos Paralelos para que se faça um zeramento consciencial, fora da Roda de Samsara. Uma projeção de outro mundo, de uma outra Terra, para que as energias que são da mesma onda, sejam acomodadas de acordo com suas frequências, muitos falam da separação do joio do trigo, escritas e ditadas em algumas crenças religiosas. Neste zeramento, as consciências terão um reset, sem script, novamente. Mas desta vez, não trarão consigo tendências, antes utilizadas dentro da Roda de Samsara, pelo Registro Akáshico, para serem aperfeiçoadas e transmutadas.


Infelizmente não. Na verdade, começarão tudo novamente, Reino a Reino, desde o primeiro. Seria muito pessimismo entendermos que o Planeta Terra não cumpriu sua também missão de evolui-se, na verdade no todo, ela evoluiu, e está elevando-se. Muitos seres que habitam a Roda de Samsara, os que foram reprovados de ano, que por sua vez, estagnaram-se e irão para os Universos Paralelos e serão zerados. Os demais vão energeticamente para os superiores de 4ª(quarta), 5ª (quinta) ou superiores níveis de campos e dimensões mais elevados. 

A humanidade teve sua chance, ou melhor, todos os seres tiveram sua chance de alcance, desenvolvimento, crescimento ao longo das eras reencarnatórias na Roda de Samsara, para poucos não foi possível "tontear" nela de tanto "girar".  A culpa não é de Yama, ele estava e esta cumprindo seu papel. E o que seriam dos humanos sem o seus papéis, não é mesmo? Sim, papéis importantíssimos para a subida celestial, cenário que aguarda, e que aguardou a muitos, que para lá, vão demorar muito a habitar.

"Eu Sou aquele que todas as manhãs abro os portões do céu e deixo o Sol entrar. Eu também sou aquele que a noite fecho os portões para aqueles que causaram dor e sofrimento com os que cavalgam."

Portanto, ainda há chance. Isto pode ser mudado agora, neste instante. Sim, comece agora, enquanto há vida, enquanto se está respirando, estamos interagindo com o Universo. Entregue-se! Desapegue-se! De todas as mazelas que te aprisionam a mente, estas sim, que não são reais, são imposições criadas pelo sistema de frequências inferiores, de certa forma um tanto similares as suas. E para você, que sabe que ainda precisa ser melhor, você pode e tem poder sim de se transformar agora.  Faça um download, dentro de si, da sua inteligência emocional e psíquica. 

Roda de Samsara X Universos Paralelos, não estão aqui "disputando" ou servindo de "palco" para protagonistas. O próprio Ser, diante de sua energia frequêncial, vai ser levado para estes novos mundos, de acordo é claro, com sua verdadeira essência.O  Plano maior, os Comandos não tiveram mais opções, e ainda sim, praticantes natos do Amor Incondicional, como Buda praticou e ainda pratica, sempre nos deram e sempre nos darão uma piedosa e misericordiosa forma de com eles... um dia habitar... Se quer Evoluir, vamos continuar?!


Texto: Graziela Rocha Raymundo Self Expansion Consciousness Luz Mistica Insights: https://luzmisticainsights.blogspot.com/2017/11/a-roda-de-samsara-versus-paralelos.html


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now