• Graziela Rocha Raymundo

Compartilhar

Atualizado: 6 de Set de 2019

Artigo | Graziela Rocha Raymundo | Self Expansion Consciousness | Financial Advisor Specialist | Economista | Colunista | Mentora


Luz Mistica Insights: https://luzmisticainsights.blogspot.com.br/2018/02/compartilhar.html

LinkedIn Pulse Graziela Rocha Raymundo Self Expansions Consciousness: https://www.linkedin.com/pulse/compartilhar-graziela-rocha-raymundo/



A cerca de 10 mil anos atrás, o método utilizado na troca de produtos x produtos ou produtos x mão-de-obra, antes da criação da "moeda" foi denominado "escambo". Claro que já estudamos sobre isto, sobre esta denominação, mas estamos utilizando este termo, como uma forma-pensamento, para um presente método, que ao longo dos anos, vem se fazendo muito presente, em questões importantes em nossas vidas, o "Compartilhar"...


"No início do século XVI, os portugueses davam bugigangas (apitos, espelhos, chocalhos) para os indígenas e, em troca de trabalho, os nativos deveriam cortar as árvores de pau-brasil e carregar os troncos até as caravelas portuguesas".


Método este, inserido contemporaneamente, nas ferramentas tecnológicas constantes em nossa rotina, seja no trabalho, áreas sociais, pessoais, comerciais, corporativas, têm utilizado o ícone, como mais uma opção de escolha ao usuário, a ´palavra e o método " Compartilhar". Esta palavra, tem nos mostrado algo bem mais amplo e profundo, do que simplesmente, ao clicá-lo, fazer com que a notícia, a ilustração, as palavras, as ideologias, as elucubrações íntimas, cheguem a um número maior de usuários.


O "Compartilhar" das Redes, quando criado e inserido nas plataformas, ao nosso pensar, foi intuitivamente induzido para os "mentores" destas Inteligências Tecnológicas, e com isto, percebemos que os sinais existem e que no Universo não há coincidências, não é mesmo?!


Como o Universo é Cíclico, já dissertamos sobre, no artigo " Novas Possibilidades" https://www.linkedin.com/pulse/novas-possibilidades-graziela-rocha/ , as maneiras dos seres humanos interagirem com estas novas tecnologias também estão em metamórficas alterações, ao nosso ver, estas flutuações das iniciativas manejadas pela raça Ariana, estão muito mais rápidas e intensas, neste espaço-tempo, que aqui já é...


Notadamente percebemos este "salto tecnológico", que por exemplo, em um período de 12 (doze) meses, o ano anterior, dá a impressão, que realmente ficou em um passado, muito distante, e que na verdade, sabemos que o passado não existe. Como nós, habitantes de todo este sistema dual, também além de interagirmos com os novos meios de trabalho, comunicação, estruturas sociais, mídias "futurísticas", conduzimos estes esteriótipos para onde se fizer mais necessário e urgente, em nossas questões pessoais, sociedade e subsistência.


Entendemos que somos mentes duais, tendo que nos posicionar em um parâmetro polarizado, muitos de nós está buscando o tal equilíbrio, transmutar nosso yin-yang, percorrer o mais perto possível do caminho do meio, para sabermos qual o nosso status quo. Então, este provável sinal, a palavra "Compartilhar" nos mostra bem mais que o virtual, sendo um conceito mais moralmente humano e incondicional, que nos foi deixado como exemplo a ser praticado e consequentemente, compartilhado.

Este sinal evidente, está fulminante e explicito no nosso dia-a-dia, nos instigando o tempo todo, nos fazendo refletir, nos induzindo a praticar, a doar-se um pouco. Os sinais, estão nos sendo dados, vamos prestar atenção, estar atentos, pois avaliamos que em qualquer situação em nossas vidas, aparece lá no final do túnel, aquela mensagem...escrita...ouvida...ou falada.


Sabemos a situação crítica que vivemos hoje, não vamos entrar e nos aprofundar nas questões, mas somente na âncora no que diz respeito, a moralidade. Nossa moralidade está em um grau que veio a desencadear e ainda o é, mudanças e adaptações em todas as esferas da humanidade. Se pegarmos a situação do desemprego, como parâmetro, foi e é um eixo que balançou muitas emoções, emoções que não apenas leram a palavra "compartilhar", mas sim a interpretaram profundamente, diante do abismo em que se viram. Bem além de um toque no mouse, conseguiram entrar em cena, a partir da leitura exata deixada a realmente entender, como uma ou várias oportunidades de unir, "as minhas faltas" pelas " faltas do outro".


Compartilhar, diante de todas as dificuldades e necessidades que vem surgindo, veio cobrindo e destacando sutilmente aquele método antigo que se tinha lá atrás, o histórico "escambo". Ele veio, mas na verdade nunca deixou de existir, estava lá, um tanto oculto, mas estava lá, ainda utilizado por poucos, mas resplandeceu. Ele veio, ressurgiu como uma fênix, mas no entanto, com o coração pulsando, bem forte.

"Compartilhamos Histórias, Compartilhamos Ideologias, Compartilhamos Trabalho, Compartilhamos Ajuda Humanitária, Compartilhamos Oportunidades, Compartilhamos Iniciativas..."

Estamos visualizando atos positivos que estão impactando a vida de muitas pessoas, portanto, deixamos a mensagem, que Compartilhem uma parte do que você tem e sabe, com outros profissionais, que também possam Compartilhar algo que venha a somar com seu conhecimento.


Quando os primeiros Avatares estiveram por aqui, nos deixaram exemplo, deixaram seu script, para nossa regeneração, para que nossa vida fosse mais plena, que é a prática do Amor Incondicional. O caminho é longo, mas se cada um despertar para esta solução, e se reformar intimamente, procurando ser alguém melhor, este ato, tem um poder imenso e fantástico.


Aqui fica uma questão a ser refletida:


" Será que o novo Sinal que estamos recebendo, é que a prática deste Amor, poderia estar subliminarmente, na palavra do ícone:


" Compartilhar" ?


7 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now